FLA-APITO

Vasco 1x1 Flamengo – 24/OUT/2010

Juiz destemperado, despreparado para apitar um clássico. Como pode uma pessoa que é paga para conduzir uma partida de tamanha importância, falar para o capitão do Vasco que ele é “foda”? Como ele pode ameaçar os jogadores do Vasco de expulsão? Como pode expulsar o jogador e depois dar amarelo? Se agente for analisar veremos que eles sempre são beneficiados, como no carioca o Willians meteu a mão na bola e não marcaram pênalti, o Willians deu um carrinho por trás no Coutinho, fez o pênalti e não foi expulso. Peraí vamos lá: carrinho por trás (FIFA) – expulsão; era o último homem (FIFA) – expulsão; pênalti anti-jogo (FIFA) - cartão amarelo; como ele já tinha, era para ser expulso e não foi. Esse lance foi aquele do beijinho. (Vasco 1x2 Flamengo – Semifinal Taça Rio 2010). Teve o lance do goleiro Bruno, que deu uma voadora no Edu Pina no meio campo e nem falta o juiz deu: O Edu Pina saiu do gramado desacordado com suspeita de fratura no maxilar na ambulância direto para o hospital. (Vasco 2x0 Flamengo – Taça Rio 2009).

São lances sucessivos e sempre a favor do Flamengo, ou seja, não é mania de perseguição e sim erros sucessivos a favor do Flamengo. Eles nunca erram para o Vasco. Quando acontece do Vasco levar alguma vantagem (momentos raros, contra o Flamengo então, inexiste), fazem questão de discutir e mostrar o lance exaustivamente. Rodadas atrás, o Vasco venceu o Corinthians em São Januário, com um gol de Zé Roberto impedido por 29 cm. No dia seguinte, na exibição dos gols da rodada, a Rede Globo fez questão de parar a imagem e colocar tira-teima no lance para mostrar a irregularidade. (Vasco 2x0 Corinthians – Brasileirão 2010).

Isso não é Eurico ou Dinamite, e sim Pro-Flamenguice. Quero que alguém me fale algum título do Flamengo estadual nos últimos 5 anos que não tenha sido polêmico. São essas coisas que desanimam qualquer um.

É preciso denunciar novamente: a arbitragem é sempre tendenciosa: Vasco x Flamengo pela Semifinal da Taça Rio 2010, o Willians deu um carrinho por trás no Coutinho, era o último homem, já tinha amarelo, e cometeu um anti-jogo, ou seja, teria que tomar cartão de qualquer jeito, e não tomou porque deu um beijinho no Coutinho. O mesmo Willians, de novo contra o Vasco, deu um soco na bola dentro da área e não foi marcado pênalti a favor do Vasco. Aí vem a minha pergunta, será que ele iria expulsar o Willians? Nesse jogo teve pênalti duvidoso no Leo Moura, e o mesmo tipo de jogada em ataque vascaíno não rendeu pênalti para o Vasco. Gol do Elton anulado (Foi a mesma jogada dentro da área que o flamenguista Adriano sempre fez, tendo sempre seus gols validados). Lance de impedimento onde o Elton saía cara a cara com o Bruno.

No Vasco x Flamengo pela Taça Rio 2009, o Goleiro Bruno, deu uma voadora no Edu Pina NO MEIO CAMPO; o Edu saiu desacordado, e nem falta foi marcada a favor do Vasco. (“2009 - O lateral-esquerdo Edu Pina vive um drama após o choque com o goleiro Bruno, do Flamengo, no clássico do último domingo, no Maracanã. Após a pancada na cabeça, o jogador levou quatro pontos próximo à orelha direita e ainda está sofrendo de amnésia recente, sem se recordar do lance”).

Voltando ao 1x1 ocorrido nesse Vasco x Flamengo no Engenhão: A imagem do Lance mostra o Dedé acertando a bola. Depois ele cai no chão e há a tentativa do Dedé de afastar o Willians do lance; e aí o Willians perdendo a bola encena a contusão e depois joga até ao final sem problema algum. A jogada foi dura, reparem que o Dedé, assim como o adversário, vão duro, mas na bola. Só que o pé do Dedé sobe um pouco e encosta na canela e o adversário faz aquela encenação toda. Ele não deu carrinho. Ele chutou a bola, exclusivamente a bola. O Willians dividiu, também na bola, que chegou a ficar oval, e o pé do Dedé (evidentemente) após bater na bola, subiu, e atingiu a canela do adversário, sem intenção, sem maldade. O vascaíno tomou vermelho.

No primeiro tempo, Eder Luis foi parado de forma violenta quando ia em direção ao gol. O que o juiz fez? Nada de cartão. Apenas soprou o apito. O Eder Luis estava indo claramente em direção do gol e foi atingido por trás, em um lance em que a bola já não estava mais em disputa, e o zagueiro deles só tomou um esporro, onde deu perfeitamente para ver o juiz falando: “é a última vez, hein”.

O 1x1 de hoje não é justificado exclusivamente pela arbitragem. Houve sim a incapacidade do time vascaíno vencer o jogo a despeito de qualquer erro de arbitragem. O que continua fodendo a paciência do torcedor vascaíno é a arbitragem tendenciosa. Em um jogo é mais descarada, em outro, mais contida.

LEU MOURA SIMULOU PENALTI: CARTÃO AMARELO NÃO DADO

O ZAGUEIRO DEIVID FEZ FALTA POR TRÁS NO EDER LUIS: CARTÃO NÃO DADO

WILLIANS SENTOU O PAU NO MEIO DE CAMPO, SEM CARTÃO

QUASE QUEBRARAM O PRASS, SEM CARTÃO

Poupou vários cartões para o Flamengo, só ficou na base da conversa com eles, agora para o Vasco, show de cartões.

O dirigente Rodrigo Caetano afirmou que o Vasco, no Rio de janeiro, sempre tem que enfrentar os adversários e o juiz. "Aqui no Rio é muito difícil para o Vasco. Na dúvida é sempre contra a gente. Não quero ser beneficiado, quero justiça", disse. Rodrigo Caetano ainda lembrou da semifinal da Taça Rio, em que o volante Willians colocou a mão na bola dentro da área, mas não foi marcado pênalti. O Vasco acabou perdendo por 2 a 1.

O camisa 6 Felipe dá a última frase desse texto: “Já joguei no Flamengo. Na dúvida, é deles”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário